Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bolsonaro diz que não haverá suspensão do contrato de trabalho. - Rádio Cidade Amiga FM

Fale conosco via Whatsapp: +55 48 98822-1394

No comando: Clube do Bolinha

Das 07:00 às 11:00

No comando: Show da Manhã

Das 08:15 às 11:30

No comando: Santa Missa

Das 08:30 às 09:30

No comando: Domingo Feliz

Das 09:30 às 12:00

No comando: Caminhando na Luz

Das 11:00 às 12:00

No comando: Programador 87,9 FM

Das 12:00 às 06:00

No comando: Programador 87,9

Das 12:00 às 13:00

No comando: Programador 87,9 FM

Das 12:00 às 16:00

No comando: A Voz da Comunidade

Das 12:05 às 13:00

No comando: Gravação – Câmara de Vereadores

Das 12:05 às 13:00

No comando: Giro de Notícias

Das 12:05 às 13:00

No comando: A Voz da Assembléia de Deus

Das 13:00 às 14:00

No comando: Tarde Total

Das 13:00 às 15:45

No comando: Sábado Mix

Das 14:00 às 18:00

No comando: Balcão de Oportunidades – 2ª Edição

Das 15:45 às 16:00

No comando: Missa da Saúde

Das 16:00 às 17:00

No comando: Santa Missa

Das 18:00 às 19:00

No comando: Programador 87,9 FM

Das 19:00 às 08:30

No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 às 20:00

No comando: Sementes da Fé

Das 20:00 às 21:00

No comando: O Poder Sobrenatural da Fé

Das 20:00 às 21:00

No comando: Cidade Sertaneja

Das 20:00 às 22:00

No comando: Cidade Sertaneja

Das 21:00 às 22:00

No comando: Bom dia Armazém

Das 06:00h às 08:00h

No comando: Balcão de Oportunidades – 1ª Edição

Das 08:00h às 08:15h

No comando: Show da Manhã

Das 08:15h às 11:15h

No comando: Mistura Esportiva

Das 11:15h às 12:00h

No comando: Benção do Meio Dia

Das 12:00h às 12:05h

Bolsonaro diz que não haverá suspensão do contrato de trabalho.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou no Twitter, nesta segunda-feira (23), que determinou a revogação de um trecho da medida provisória 927, em que estava presvista a possibilidade de empregadores suspenderem contratos de trabalho por até quatro meses sem pagamento aos funcionários.

O texto foi editado ontem para disciplinar medidas trabalhistas durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus no país.

O artigo 18, revogado pelo presidente, dizia o seguinte:

“Durante o estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º, o contrato de trabalho poderá ser suspenso, pelo prazo de até quatro meses, para participação do empregado em curso ou programa de qualificação profissional não presencial oferecido pelo empregador, diretamente ou por meio de entidades responsáveis pela qualificação, com duração equivalente à suspensão contratual.

§ 1º  A suspensão de que trata o caput:

I – não dependerá de acordo ou convenção coletiva;

II – poderá ser acordada individualmente com o empregado ou o grupo de empregados; e

III – será registrada em carteira de trabalho física ou eletrônica.

A MP também facultava ao empregador o pagamento de “ajuda compensatória mensal […] com valor definido livremente entre empregado e empregador, via negociação individual”.

Esclarecemos que a referida MP, ao contrário do que espalham, resguarda ajuda possível para os empregados. Em vez de serem demitidos, o governo entra com ajuda nos próximos quatro meses, até a volta normal das atividades do estabelecimento, sem que exista a demissão do empregado“, escreveu no Twitter.

Estão mantidas outras alternativas para preservação do emprego e da renda, como o teletrabalho, antecipação de férias individuais, concessão de férias coletivas, aproveitamento e antecipação de feriados, banco de horas, entre outras.

Fonte: R7

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

Instagram

No images found!
Try some other hashtag or username